Sexta-feira, 25 de Setembro de 2009
Francisco de Almeida

Aqui está uma boa prova da coerência e seriedade do CDS. A aposta nas pequenas e médias empresas a começar já na campanha eleitoral...


 


http://www.briefing.pt/content/view/671/11/


 


Na minha opinião uma aposta bem ganha, parabéns à Once Upon a Brand pelo bom trabalho.


Publicado em 25/9/09 às 18:17
Link | Comentar

Francisco de Almeida

Nunca fui filiado em nenhum partido e nunca tive um interesse especial pela política. O nascimento do meu primeiro filho e a prestação deste governo nos últimos quatro anos levaram-me a pensar de uma forma mais frequente sobre o futuro do nosso país. Por isto, aceitei o desafio da Rua Direita para participar neste espaço de debate.


 


Vou votar no CDS porque é o único partido que, com um discurso sólido, coerente e credível, apresenta um caminho claro para o futuro, valorizando um princípio que considero fundamental: A Responsabilidade.


 


Não quero que os meus filhos cresçam numa sociedade em que o crime (de todas as formas e dimensões) não é punido porque o sistema judicial funciona mal, e em que escândalos gravíssimos pairam no ar até prescreverem ou caírem no esquecimento, sem que deles decorra qualquer consequência.


 


Não quero que os meus filhos cresçam numa sociedade gerida por um Governo ao qual é permitido fazer promessas infundadas, denegrir a imagem e a autoridade dos professores, dizer-se e desdizer-se sobre inúmeros temas com a maior das naturalidades, ficando de consciência perfeitamente tranquila.


 


Não quero que os meus filhos cresçam numa sociedade que desvaloriza ao ponto de querer McDonaldizar valores fundamentais como a família e o casamento, em que o compromisso não tem valor, e em que o “fast food” das relações permite de uma forma simples o casamento e o divórcio entre todos (independentemente do sexo) sem que exista qualquer consciência de que, na maior parte dos casos, se está a destruir um lar e uma família.


 


Não quero que os meus filhos vejam vedadas as suas ambições de desenvolvimento profissional e económico por viverem numa sociedade que pune o esforço e o mérito profissional, e que tem numa lei laboral excessivamente rígida a protecção para quem não quer trabalhar.


 


Não quero que os meus filhos cresçam numa sociedade que herde uma enorme dívida gerada por um número desmesurado de investimentos públicos sem estratégia, num esforço inútil de regenerar uma economia em estado vegetal, e que não geraram o valor esperado na altura da sua aprovação. 


 


E sobretudo, não quero que os meus filhos tenham em soluções “chave na mão” como o aborto uma solução para lapsos de responsabilidade.


 


Ambiciono uma sociedade em que os meus filhos sejam livres para escolher o seu próprio caminho sabendo que, a cada passo, terão de responder pelos seus actos e de arcar com as consequências dos mesmos, sejam elas boas ou más. Por esta razão tenho claro que o meu voto nestas eleições será no CDS.


Publicado em 25/9/09 às 17:49
Link | Comentar

Francisco de Almeida


Publicado em 25/9/09 às 10:27
Link | Comentar

Terça-feira, 15 de Setembro de 2009
Francisco de Almeida

 


 


Quem escolheu a marca “Magalhães” para um dos produtos bandeira deste governo? De vez em quando dou por mim a pensar nisto, mas não consigo chegar a uma resposta racional.


 


Com todo o respeito e admiração que tenho pelo grande navegador, faz me alguma confusão que um produto que se pretende que seja exportado ferozmente por esse mundo fora tenha uma marca que praticamente só os Portugueses sabem pronunciar. Será que daqui a uns anos vamos estar a ouvir falar no Magallanes a conquistar as salas de aulas de Espanha, ou no Magellan a atingir recordes de vendas em Inglaterra e nos Estados Unidos?


 


Porque não Gama ou Cabral, por exemplo?


Publicado em 15/9/09 às 10:48
Link | Comentar | Comentários (6)

Segunda-feira, 14 de Setembro de 2009
Francisco de Almeida

Findo o ciclo de debates entre os candidatos a Primeiro-ministro fico preocupado com a aparente ausência de rumo para o futuro deste país. Os mais importantes candidatos ao cargo parecem não conseguir delinear uma estratégia clara que permita a Portugal romper com o distanciamento face aos congéneres Europeus, e entrar decisivamente na Europa do século XXI, como um país mais forte e mais competitivo pronto a desempenhar um papel relevante no seio da União Europeia.


 


Referem-se incessantemente chavões a que nos habituamos em sucessivas campanhas eleitorais como a “Redução do desemprego” e o “Investimento nas Pequenas e Médias Empresas” mas será que isto nos resolve os problemas? Será que a criação de emprego precário ou gerado por grandes obras que duram meia dúzia de anos vão resolver o problema do desemprego? Será que o investimento sem estrutura ou linha racional no apoio às Pequenas e Médias Empresas é a solução para o futuro do país? Eu acredito que não!


 


Não é possível ajudar todas as empresas e apoiar todos os sectores. É fundamental que o governo apoie a iniciativa privada e o desenvolvimento do tecido empresarial nacional, mas o grosso do investimento deve ser canalizado para o desenvolvimento económico de um número limitado de sectores da economia (e do capital humano e intelectual que o apoie) em que Portugal tenha argumentos para assumir uma posição relevante no futuro.


Publicado em 14/9/09 às 23:22
Link | Comentar


Toponímia
Declaração de Princípios
Biografias
Estudos de Tráfego
Baixar Impostos?
Políticas de Natalidade
Energias Renováveis Alternativas
Economia Subsidiada
(in)Justiça
Contacto
ruadireitablog [at] gmail.com
Autores
Mais Comentados
41 Comentários
31 Comentários
20 Comentários
14 Comentários
12 Comentários
Pesquisar
 
Tags

aborto(1)

açores(2)

adopção(1)

agricultura(2)

água(1)

ambiente(22)

asfixia democrática(2)

autárquicas porto(1)

be(2)

biografias(1)

bloco(14)

bloco central(19)

blogconf(10)

calúnia(1)

campanha(2)

cartazes(9)

casamento(3)

casamento entre pessoas do mesmo sexo(12)

cds(55)

censura(1)

centralismo(1)

centrão(6)

cerejas sem caroços(1)

código contributivo(1)

código de execução de penas(1)

coligação ps / pcp(1)

coligações(3)

competitividade(1)

comunicação política(1)

comunicação social(7)

comunismo(6)

confiança(1)

conservadorismo(5)

debates(132)

demagogia(2)

democracia(7)

democracia-cristã(2)

desemprego(2)

economia(64)

educação(16)

educação sexual(2)

eleições(49)

emprego(3)

energia(24)

escola pública(2)

estado(2)

estalinismo(4)

estudos de tráfego(6)

extrema-esquerda(2)

família(4)

fiscalidade(24)

imigração(4)

inovação(5)

investimento público(5)

jornal nacional(5)

justiça(16)

lei do arrendamento(2)

leninismo(5)

liberalismo(20)

liberdade(10)

louçã(3)

magalhães(4)

mandatária juventude ps(2)

manuela moura guedes(8)

maoismo(4)

marketing(4)

marxismo(2)

media(15)

mercado(2)

meritocracia(4)

mobilidade(6)

não(2)

natalidade(41)

ordenamento do território(2)

políticas públicas(34)

portugal(2)

presidência da república(2)

produtividade(2)

programa cds(23)

programa eleitoral(2)

programa ps(17)

programa psd(2)

programas eleitorais(3)

ps(43)

psd(24)

rua direita(25)

saúde(11)

segurança(7)

segurança social(8)

simplex(2)

socialismo(2)

sócrates(8)

socrates(2)

subsídios(7)

trotskismo(5)

tvi(2)

união de facto(8)

voluntariado(2)

voto útil(22)

voto verdadeiramente útil(9)

todas as tags

Twingly BlogRank
blogs SAPO