Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Arquivo Rua Direita

Arquivo Rua Direita

21
Ago09

Subsídios e o Simplex

Carlos Martins

São assim os socialistasConfundem externalidades negativas com subsídios, procura com oferta. É natural, para quem olha para a economia como uma variável controlável e controlada do Estado.


 


 

O que escapou ao João Galamba é que o subsídio por si próprio é tambem ele uma externalidade. E sim, pode ser aplicada para tentar atenuar uma externalidade negativa, mas nesse caso há perdas para para um dos agentes e ganhos para a sociedade como todo (por isso é que há políticas...). No post que coloquei anteriormente não cataloguei os subsídios de errados, apenas expus como são ineficientes e como há consequencias (como para tudo na vida) das escolhas que se fazem. Não é possível promover subsídios sem penalizar outro sector. É esse tipo de escolhas que cabe à política. E é a esse nível de elevação intelectual que o CDS se coloca para definir as suas escolhas políticas.

 


 

Mais uma afirmação baseada em argumentos pouco sólidos (estas sim são risiveis meu caro...). Por isso é que esta teoria é enunciada nas primeiras cadeiras de economia, para não haver quem deturpe os modelos mais complicados e que traduzem melhor a economia real. Contudo, a aproximação é de longe melhor que a adivinhação que é plasmada em afirmações como essa.

 

De qualquer forma, o facto é que para se perceber se há uma distorção nos preços e na sua eficiencia, é necessário partir da situação optima de eficiencia, parece-me obvio...

 

E sim, eu acredito na eficiencia de mercado e que os preços contém toda a informação publicamente disponível, mas não usei essa minha crença (chamemos-lhe assim) para apresentar o modelo básico de S e D. E ao invés do que é dito, os pressupostos do modelo (que obviamente não é meu...) não invalidam a intervenção pública, antes quantificam a perda (ineficiencia) que provocam (se ler o link, está lá como se faz as contas...).

 


 

Mas claro, já faltava a negação ideológica. Estes gráficos são uma ferramenta fundamental para a tomada de decisão. Nota-se que os socialistas nem olham para eles...

 


 

E também faltava a confusão retorica para evidenciar uma posição que não tem bases de sustentação. Se calhar é melhor explicar: 1) vai pagar o défice externo subsidiando os produtores ? 2) vai pagar o défice externo subsidiando os consumidores ? 3) como vai subsidiar o subsídio ? (esta eu respondo.. com dívida pública...) 4) a requalificação do tecido económico ?! é com subsídios ?! acha mesmo que isso é sustentável no longo prazo ?!...

 

Argumentos falaciosos destes já estamos nós fartos ! E já agora, de governos que baseiam as suas decisões neles, também!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Contacto

ruadireitablog [at] gmail.com

Arquivo

  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2010
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2009
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D