Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Arquivo Rua Direita

Arquivo Rua Direita

9 comentários

  • Clara,

    A relação entre elas é a familia. E são duas medidas opostas. Uma de reforço do conceito de família e outra de destruição desse mesmo conceito.
  • Sem imagem de perfil

    Clara 30.07.2009

    Não me parece que a medida dos casamentos entre pessoas do mesmo sexo seja destrutiva do conceito de família.
    Pode ser construtiva de um modelo de família com o qual alguns de nós não concordamos, mas isso não implica a destruição do outro modelo anterior (ou de nenhum outro).

    As pessoas que possam eventualmente beneficiar dessa medida já criaram esse o conceito e vivem de acordo com ele. Não é por ser ilegítimo que deixam de o praticar.
  • Tendo a concordar com a Clara. Talvez se possa dizer que a forma como o PS coloca a questão implica uma especial concepção de família que procura criar na sociedade e que vai para além da concepção que muitas pessoas têm.

    O ideal seria que cada um tivesse a sua e o Estado não se metesse ao barulho.
  • A 'família' não é destruída pela legalização dos casamentos homossexuais, tanto quanto não é destruída pela legalização do divórcio, ou pela incorporação de mulheres no mundo de trabalho, ou por tantas outras razões avançadas no passado para não perturbar a venerável instituição...
  • Sem imagem de perfil

    Oakeshott/OhQueChato 30.07.2009

    Todas as sociedades humanas, mesmo as mais rudimentares, conferiram sempre algum tipo de protecçao ao casamento sob a forma de enquadramentos normativos.

    A protecçao "legal" dada ao casamento pela  sociedade, e que nao se estende a outros generos de relaçoes (como a amizade, por exemplo), prende-se fundamentalmente com a necessidade de garantir, nas melhores condiçoes possiveis, a reproduçao e o desenvolvimento das novas geraçoes.

    Ou seja, historicamente, o casamento e indissociavel da procriaçao, que constitui um objectivo central de qualquer sociedade humana por ter a ver com a perpetuaçao da especie.

    Sendo assim, o que e que a carnavalada do "casamento" Gay, que exclui por natureza a reproduçao, tem a ver com os fundamentos essenciais e universais do casamento?

    Simples manha pra caçar votos, e o que e! 
  • Desculpe, mas vou ter que discordar. Na minha opinião a estrutura familiar é alterada com o casamento homossexual e com o divorcio e as necessidades decorrentes dessa estrutura também se alteram.
    A introdução da mulher no mercado de trabalho não tem qualquer implicação na estrutura da familia.
  • Cara MDC,


    Não está em causa a minha opinião ou a sua -- mas justificar porque é que o Estado deve recusar estender a outros 'casamentos' o mesmo quadro legal hoje associado ao casamento civil - responsabilidade civil dos conjuges, transmissão patrimonial, etc.


    Que se argumente que não há dinheiro do contribuinte suficiente para todos, é uma razão, que não aceitaria porque é imoral uns pagarem as regalias "sociais" de outros.


    Que se argumente que "destrói a família" por uma questão de sentimento, ou exclusividade semântica, ou discordância estética... parece-me muito pouco sustentável, sobretudo numa perspectiva personalista...
  • Caro AntónioCostaAmaral ,

    O Estado não deve imiscuir-se nas relações afectivas e sentimentais dos individuos. Abro uma excepção para o casamento tradicional que está orientado para a procriação e protecção das gerações futuras. Espero desta forma ter-lhe respondido ás questões que me colocou.
  • Comentar:

    CorretorMais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Contacto

    ruadireitablog [at] gmail.com

    Arquivo

    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2010
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2009
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D